logo branca (1).png
  • Sala de Interrogatório Podcast

Meu pai é um assassino em série

Ela se casou e teve filhos com um homem que era um assassino em série, mas só descobriu anos depois quando ele foi preso - O caso de Richard Kuklinski.

Ouça o episódio completo:











Richard Kuklisnki se casou com Barbara Pedric em 1961, mas o que Barbara não sabia neste época é que o seu marido era um assassino em série.

Richard matava por diversos motivos: vingança, diversão e dinheiro. Além disso, ele era uma espécie de assassino de aluguel que prestava serviços para diversos mafiosos.


Barbara sabia que Richard era violento, quando ele ficava bravo agredia ela e tinha acessos de raiva. Este era um dos motivos pelos quais Barbara não perguntava nada sobre o seu trabalho ou por que ele tinha que sair no meio da noite algumas vezes.


O casal teve três filhos. Richard era visto pelos vizinhos como um pai amoroso, marido fiel e um homem de negócios. Na verdade ele era tudo isso, mimava os filhos e a esposa, adorava fazer um churrasco no quintal para família e amigos aos domingos e era um homem de negócios, porém os negócios eram bem diferentes do que as pessoas imaginavam.



Richard teve uma infância conturbada, seu pai era alcoólatra e muito violento, sua mãe também tinha alguns vícios, há quem diga que era em jogos, ela também não tinha paciência com Richard e seus irmãos.


O irmão mais velho de Richard, com quem ele se dava bem, morreu ainda muito novo, após o pai bater no menino, deixando-o muito ferido. A polícia não soube o real motivo da morte, os pais afirmaram que o menino tinha caído da escada.

“Já que não existiu amor em minha vida eu tive que substituí-lo, então eu substitui com ódio, ódio constante, um lembrete para o ódio.”

-Richard Kuklinski

Ao longo da sua vida, Richard foi percebendo que era melhor “dar do que levar” e foi assim que ele começou a agredir e matar para se defender, até que a prática se tornou uma espécie de hobbie.


Richard era cruel, as vezes ele usava as próprias mão, outras usava veneno, armas ou explosivos. Em um dos casos mais horripilantes, ele colocou a vítima amarrada em uma caverna cheia de ratos e deixou uma câmera filmando enquanto os ratos comiam o homem vivo.


Richard foi preso somente em 1986, acusado de envolvimento em cinco assassinato, mas na verdade ele se disse responsável por mais de 200 mortes. Ele morreu na cadeia, mas durante o período em que esteve preso, deu diversas entrevistas e contou detalhes dos seus crimes.


Você conhecia esta história?

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
branco.png